Centro Cívico do Fróis, Cidade de Almada’ 2012

As sessões públicas de trabalho assentam na ideia de que, ao longo de diferentes sessões de trabalho, a comunidade pode gerar conteúdos de auto-reconhecimento com objectivo de ir adquirindo elementos que a ajudem a representar as especificidades do seu território. Uma das formas de trabalhar colectivamente a apropriação do espaço urbano passa por promover a discussão, comunicação e expressão visual a partir dos diversos olhares sobre a realidade envolvente. Neste caso específico pretende-se que estes olhares se condensem num projecto que inclua análises e propostas sobre o espaço comunitário e uma visão crítica sobre a construção do Centro Cívico do Fróis. Será esta uma das formas mais objectivas de aproximação à noção de Espaço Público por parte da comunidade local e às implicações que este conceito tem no desenvolvimento sustentável e equilibrado do espaço vivencial. Através da experimentação ao nível da prática plástica pretende-se igualmente reconhecer a possibilidade de se elaborar uma proposta colectiva que determine o projecto de intervenção plástica para o Parque do Fróis.